domingo, 19 de junho de 2011

Vontade...





Ai, que vontade louca de te enlouquecer...
E por alguns instantes
De tudo te fazer esquecer
Ai, que vontade
De beijar esse cantinho da tua boca
E te enlouquecer, ficando louca
De sentir a minha pele arranhando
Na maciez áspera da tua
Ai, que vontade de te acarinhar
De no meu colo te fazer deitar
De te fazer cafuné
De beijar cada cantinho do teu rosto
E ao chegar na boca, provar teu gosto
Sem roteiro, sem ensaio, sem cena
Apenas sentindo, apenas deixando levar
Dane-se a maquiagem!
Que se exploda a roupa nova!
Borra-me o rímel
Rasga-me a roupa
Deixa-me ser tua
Prova-me
Sente o meu prazer
Sente a minha vontade
De te ter
De ter todas as tuas imperfeições
E se nada disso for possível
Não, agora
Permita que eu te revele
Acredita no meu desejo
No meu tesão
Permita-se!
Doe-se!
E se ainda assim não for possível
Perdoe-me??


2 comentários:

Michele P. disse...

Ins(pirou)-se!

Lembrei de Clarice: "Não se trata de tentar me entender... Ou toca ou não toca."


Beijos!

Maela disse...

Hummm



Tenso



Intenso