domingo, 12 de junho de 2011

Mènage a trois





Quem disse que namoro, sexo e fim de namoro não se faz a 3? Em homenagem ao Dia dos Namorados, três blogueiros resolveram falar a 3 sobre o tema. Michele P., Eraldo Paulino e Mirella de Oliveira, cada um com um tema, falando sobre a parte do namoro que não cabe nos comerciais de perfume.

Ah, e olha só qual foi meu tema?? Sexo! Eu não poderia ter gostado mais! Afinal, acho que um relacionamento pode ter tudo: respeito, carinho, compreensão, afinidade, admiração... Mas se não rolar aquela química sexual, se na cama (ou no carro, na escada, onde sua imaginação permitir) não rolar aquele encaixe perfeito... Ah, pra mim de nada adianta. Afinal, respeito, carinho, compreensão, afinidade, admiração você encontra em qualquer amigo seu de verdade. Sexo em um relacionamento é fundamental. E dentro do relacionamento, vale tudo. Claro, com acordo mútuo, com carinho e com respeito entre as partes. Mas vamos lá, o que seria esse tudo a que me refiro? É t-u-d-o, meus queridos. Não gosto de generalizações, mas para o homem há muito mais liberdade sexual, e com isso, tudo fica mais fácil. Não tendo grilos, nem pressão da sociedade, goza mais fácil, faz sexo do jeito que tem vontade, e sem peso na consciência. Para as mulheres, ahhh, o buraco é mais embaixo. Mas isso tem mudado muito (ainda bem) e as mulheres estão se mostrando mais donas de si e dos seus desejos. Afinal, mulheres gostam de sexo tanto quanto homens (algumas vezes, até mais). Porém, a mulher tem sim, as suas peculiaridades. Mulher precisa de preliminar, beijos, abraços, mãos percorrendo o corpo, boca, língua. Não digo que homem não precisa, muito pelo contrário, eles ficam loucos com isso (principalmente quando falo em boca e língua hahahaha). Mas a mulher tem maior necessidade disso do que o homem. O homem é mais visual, na maioria das vezes. Também não quero dizer que mulher precise sempre de preliminares, não.  Às vezes tem aquela rapidinha escondidinha pra matar o tesão, que é ótima. Mas não é sempre. O bacana mesmo é a mulher sem pudor, sem frescura, sem falso puritanismo. Mas tem um grande porém: o homem tem que fazer com que a mulher tenha essa vontade. Nem a maior das ninfomaníacas goza com um cara que a usa como “punheta elaborada”, sem se importar com o seu prazer. Homem tem que ter dedicação, tem que ter tesão na mulher e mostrar isso, tem que admirá-la, tem que saber tocá-la, tem que saber que existem muitos pontos de prazer (e não apenas aqueles famosos)... Enfim, tem que ter a tal da “pegada”, não tem jeito. E vale pra mulher também, viu? Tem que mostrar interesse no homem, tem que gostar de tocá-lo, tem que ter pegada também. Acho que acaba se tornando um círculo: o homem se dedica, a mulher passa a ter vontade e também se dedica, provocando tesão no homem, e aí ele se dedica hahahaha. É simples, viu?? Vale tudo, quando se tem respeito! Até mesmo um Ménage a trois, como esse! :D
Espiem lá o tema dos meus amigos Eraldo e Michele.
Beijos e Feliz dia dos Namorados

5 comentários:

Eraldo Paulino disse...

Ui!

Aqueceu aqui!

Gostei da fórmula:

Homem se dedica = Mulher também se dedica + muito tesão

Sensacional!
E ó, de minha parte, digo o seguinte: A primeira tem que ser voraz. Com preliminar ou não, a primeira, sobretudo a primeira primeirona, tem que ser com muita pegada. As outras, a gente vê como é que faz. rs

Bjs, Mi e Mi. Fazer menage com vocês foi bom pra mim (ah não era pra ser egoísta, né?)

Michele P. disse...

Mandou bem, hem dona Mirella?! Um texto sensacional escrito ao 45 do segundo tempo!
Adorei a brincadeira do nosso querido Eraldo P.
:)

E um feliz dia dos namorados para nós 3! rsrs

Bjs

Diogo Didier disse...

PARABÉNS MUITO! Já comentei no blog do meu amigo Eraldo, no da Michele e agora chego aqui e vejo o desfecho dessa criativa brincadeira...SEXO é o ingrediente principal de tudo o que foi falado, pois, na minha concepção, ele é o alimento do amor, ingrediente crucial que faz pulsar todas as nossas emoções...

Bjoxxxxxxxxxxxxx no coração!

Maela disse...

Amiga... nem só de dedicação vive o "serumano".

Volta a dizer, paixão faz um componente explosivo.

As vezes nem precisa ter toda aquela "sintonia fina".

Daniel disse...

Seria muita sacanagem comentar nos outros e não aqui.

Bom, vou comentar o que achei dos outros aqui também pode né?

Do seu... não vejo mais essa diferença Homem e Mulher quanto a gostar de sexo. Sempre achei que homem gostava mais, mas ultimamente tenho visto que alguns colegas tem pisado na bola... pra mim "homi-frôoooxo" como diria Dona Cacilda da Tapioca. Gostar de sexo é condição "sine qua non" para mim, se não gosta, sorry baby... E as mulheres temq ue se libertar. É fato que o mundo machista deixava o menino comprar revista (mesmo porque tinham e acho que ainda tem mais revistas de mulher pelada), deixava o menino comer a puta e o pai (um babaca machista) achava lindo, mas a mulher não podia nem dançar colado.
Minha filha vai meter... fato... puxou o pai, vai gostar da coisa, só não aceito usar minha cama e neguinho bebendo minha cerveja, mas conforme cresce tem que fazer, de preferência dentro de casa ou na casa dele/dela (sei lá né).
Então que seja com muito carinho, com um carinha bacana, que a respeite e que faça direito.

Sobre o desamor, minha teoria ainda é válida...
"Amor quando acaba, descobre-se que não era Amor!"

Sobre o Amor, defina como sendo o tudo ou o nada.

Baci,
Dan