terça-feira, 19 de julho de 2011

Depois da tormenta, a calmaria




Hoje eu subitamente me vi calma. Feliz, sim. Hoje eu vi que o futuro é mesmo uma incógnita. Hoje eu vi que a tormenta que visualizamos em um dia, vista dias depois, despida de toda a emoção, era apenas um chuvisco. Hoje eu percebi que a paixão é sim, boa e, devo confessar: combina comigo. Intensa, louca, emotiva, caótica. Porém, percebi que o mais fantástico mesmo... Ainda mais fantástico do que ser passional, é ter controle sobre si mesma. Controle sobre seus atos e controle sobre suas emoções. A paixão provoca sensações gostosas, te despe, te injeta insensatez na veia. Mas nela você viaja no piloto automático. Sujeita-se a ela. Ela manda, você obedece. Armadilha das grandes! Hoje, porém, me percebi mais madura. Eu me vi torcendo pela felicidade de alguém que um dia me fez ficar no piloto automático. Um ser humano como poucos. Eu percebi que ele é ainda mais incrível visto do lado de fora da paixão. Uma pessoa que me fez um bem que nem ela sabe que fez. Que me fez amadurecer e me fez ver coisas que eu não via. Uma pessoa que se tornou uma amiga e que terá meu carinho enquanto eu viver. Não importa se eu nunca mais a vir e se nossos caminhos se dirigirem em direções opostas. Uma pessoa que me ensinou muitas coisas. Ensinou que paixão é doença. Ensinou que amor é porto seguro. Ensinou que o futuro, não nos cabe desvendar. Ensinou que nada é impossível. Ensinou que pode-se desejar a felicidade a distância de alguém que você deseja bem perto. Com ele eu aprendi, em alguns meses, conteúdo que vou levar para uma vida inteira. Doeu, sofri, chorei, me perdi de mim. E fui a única responsável. E valeu a pena cada minuto. E cresci exponencialmente. Despida de emoções incontroláveis e dona de mim. É... depois da tormenta, vem a calmaria. Sempre vem.

(Texto guardado na pasta de rascunhos. Tive vontade de publicá-lo hoje...)

2 comentários:

Eraldo Paulino disse...

Hoje eu amanheci com um espírito de amanhã. E me senti um bocado contemplado com teu texto.

Bjs!

Michele P. disse...

Mi

É bom quando as pessoas acrescentam algo à nossa vida. Serão lembradas para sempre, pelo bem que nos fizeram.
Texto maravilhosamente bem escrito, cheio de encantos.
Minha mais sincera reverência.

Bjs