quinta-feira, 14 de julho de 2011

Tudo começa em você



O bom é quando ela vem assim mesmo: sem um acontecimento marcante e sem nenhum motivo aparente. Gostoso mesmo é desse jeito. É quando a felicidade aparece subitamente e te invade. E você pára e sorri. E já não importa se tem alguém te olhando ou se ninguém é testemunha desse sentimento repentino. Nada importa. O vento gelado do inverno sulista encontra o teu rosto. E te penetra os poros, e penetra na alma. O vento... Ele sempre foi teu cúmplice. Inexplicavelmente, ele potencializa a tua felicidade. E você percebe, finalmente percebe, que não importa como você se sinta. O sol nascerá todos os dias, o relógio continuará tiquetaqueando, você vai abrir seus olhos, seus músculos se contrairão para permitir seus movimentos, seu coração continuará em sístoles e diástoles rítmicas para proporcionar nutrição a todos os tecidos do seu corpo, célula por célula. Repito: não importa como você se sinta. O sol nascerá todos os dias, quer que você queira, quer não queira. E você percebe que TUDO, TU-DO nesse mundo começa em você. Se a sua vida anda fantástica ou se anda péssima, se as coisas não dão certo, ou se anda tudo maravilhosamente bem... É tudo responsabilidade sua! Você colhe o que planta (há muita verdade em clichês). Então, faça acontecer! Cerque-se de coisas positivas. Decidi que é isso que eu quero pra mim. Cercar-me de pessoas gostosas. Astral gostoso, energia gostosa, papo gostoso, risada gostosa. É isso aí. Felicidade súbita e consciência de que a minha vida é exteriorização do que eu sou. Confuso? Não importa. Estou feliz!

Um comentário:

Michele P. disse...

"Tudo que posso pensar, posso alcançar. Existe um poder infinito em mim que responde ao meu pensamento..."

As pessoas que me cercam são muito importantes para mim, pois absorvo toda e qualquer energia, seja positiva ou negativa.
Gostei do texto, Mi.
Beijos