quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Eu gosto dele.




E eu gosto dele. Gosto dele porque é imprevisível. Gosto porque nunca sei o que vai fazer e o que vai dizer. Gosto do mistério “a céu aberto" que ele é. Gosto porque ele tem a cara limpa. Gosto porque ele é de verdade. Gosto porque às vezes ele erra o português e não tá nem aí. Gosto porque ele tem uma educação e um respeito por mim imensos, mesmo eu achando que não mereça sempre. Gosto porque ele fala palavrão... e que se foda. Gosto dele porque ele é de poucas palavras. E incrivelmente consegue me arrepiar com apenas uma. Gosto porque ele é safado, mas não é sacana. Gosto porque ele dosa como ninguém bom e mau humor. Gosto porque é honesto. Gosto dele porque ele não esconde os defeitos e não se esconde atrás de nada. Gosto dele porque ele não me fala nada apenas porque quero ouvir. Gosto dele mesmo sem saber se tem desvio de septo ou se tem a pele oleosa (não é?). E nem se tem cicatrizes. E quer saber? Pouco me importa a resposta a essas questões. Gosto porque ele me leva lá nas nuvens. E gosto porque, ao mesmo tempo, me chacoalha e me traz pra realidade. Gosto porque ele não é óbvio. Gosto porque ele tem uma dualidade que nunca vi em ninguém. Como alguém consegue ser raro e comum, ao mesmo tempo? Ah, eu gosto... Gosto e ponto. E o que eu vou fazer com todo esse sentimento bom? Guardar no bolso e ser feliz. :)

6 comentários:

Daniel disse...

Eu não gosto...
Eu A-DO-RO
beijos

Michele P. disse...

Eu também gosto dele. Não fica com ciúmes não, tá?
:)

Beijos

Kelyanne Gualberto disse...

Ahh... como é bom gostar e p(r)onto. rs
;D
Beijos

Guilherme Schnekenberg disse...

É tão bom saber do que se gosta! É disso que eu gosto de verdade...

beijos

Luna Sanchez disse...

Opa, já gostei!

=D

Beijos, querida minha.

Mirella de Oliveira disse...

Dan,
Muito, meu amigo. Muito.

Mi,
Claro que não fico. O amigo não é só meu. ;)

Kelyanne,
Libertador, não acha? rsrs Bom te ver por aqui. :)

Gui,
Também penso assim. Saber do que se gosta e do que queremos é essencial pra vida.

Lu,
Não te decepcionarias! Beijo, gauchinha! ;)