quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Umas verdades



Oi, prazer, eu sou a Mirella e não me escondo atrás de máscaras. Não sou perfeita e nem estou perto disso. Não tenho pensamentos santos o tempo todo e todos os dias eu erro um pouquinho, no que quer que seja. Sabe os sete pecados capitais? Eu cometo todos. Não falo o que você quer ouvir, não rio se não tenho vontade. Não concordo, se não tenho a mesma opinião. Não faço tipo e detesto joguinhos. Sabe essa pessoa aqui do outro lado? Talvez você a conheça pessoalmente, talvez não. Talvez você goste dela, talvez não. Eu não me importo. Juro que não. Acho a verdade coisa linda de se ver. Deve estar estampada na cara. SEMPRE. Nua, crua, com cores vivas que parecem que sairão gritando a qualquer momento. É a condição pra ter meu afeto e pra fazer parte dos "meus". Comigo é cara limpa. Comigo as cartas têm de estar na mesa. Não gosto de indiretas, acho coisa de moleque. Está incomodado com algo? Fala, sem rodeios e sem blablabla. Educação e respeito? Sempre, mas com verdade de acompanhamento. Ou então, engole essa tua verdade enrustida e me erra.

2 comentários:

Luna Sanchez disse...

Muito prazer, Dona Mirella!

;)

Abomino joguinhos, me dão urticária na alma...Eca!

Querideza, feliz Natal, cheio de coisas boas pra ti e pros teus filhotes, viu?

Beijo grande.

Liesel Meminger disse...

Perfeito.