sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Quanto tudo já foi dito



Sabe, quando tudo já foi dito, é hora de se calar. Que a ausência se faça presente. Que o silêncio ensurdeça e rompa os tímpanos de tanto ecoar. Que o vácuo preencha o momento, a vida, o sentimento. Não, não acho que deva haver repetição. As mesmas falas e o mesmo discurso, desenhado com novas linhas e curvas, mas com o mesmo grafite e a mesma tonalidade. Chato isso. Tedioso e monótono. Tudo já foi dito e esclarecido. Pingos nos "is", t's cortados, cedilhas embaixos dos c's. Pontos, vírgulas, reticências, exclamações e muitas, muitas, muitas interrogações. Lágrimas já borraram a tinta do papel. Nós já ataram e apertaram até sangrar as sinapses nervosas. Coração, esse coitado, já sofreu por várias vidas. Chega de círculo vicioso. O que foi, foi. E o que tiver que ser, depois de tanto esclarecimento, depois de tanta palavra, depois de tanto sentimento... ah, será!





Um comentário:

Alline disse...

Ô, Mi, foi sobre isso meu post. Você sentiu, né? Hoje falta só mais um pingo no "i". E depois deu.
A vida vai seguir seu rumo como deve ser.

Beijão e um lindo fim de semana com novas perspectivas!!! ;)