quinta-feira, 8 de março de 2012

Escondido

Entre os dedos... ou talvez entre os fios de cabelo da franja média. Em algum lugar por ali, ela sabia que estava. Quando o percebia, sorria. Tímida e sensual, fazia charme pra si própria ao notar a agradável presença. Era dela e ninguém tirava. Estava ali, oculto para os olhos normais, perfeitamente visível para ela. E assim, ela seguia. Protegida, acolhida e confortada por ele. Um dia, algo mudou. Notaram também! Não era mais visível apenas para ela! Assim que ela passou o cabelo por trás da orelha, e quando alguns fios permaneceram a frente dos olhos, ela olhou à sua direita e viu que ele havia percebido. Seu rosto esquentou, constrangido. Por um momento, sentiu-se invadida. Era dela, como ele poderia tomá-lo pra si, assim, sem permissão? Mas ele continuou olhando... sorriu. Ela, de volta. Ela encantou-se por ele. Ele, pelo encantamento que nunca haviam percebido nela.

3 comentários:

Michele disse...

Que bonito...O que era? Uma mecha de cabelo?

:)

Beijos

Maela disse...

Doçura é tão bom.

Mensagem Efêmera disse...

Quem ama de verdade nota detalhes que ninguém mais perceberia. :)