terça-feira, 17 de abril de 2012

Das coisas que não te falei


Não te falei das flores que encantei
Só pra celebrar teu caminhar
Não te falei do sol que eu chamei
Apenas pra te alegrar
Não te falei do beijo que cedi 
E do quanto eu sorri
Não te falei o quanto eu vibrei
O quanto energizei 
E o quanto eu pensei
Não te falei de mim 
Quanto estou em ti
Não te falei dos sonhos enfadonhos
Não te falei do meu bem
Tampouco do meu mal
Não te falei do teu casual 
Do meu banal, 
Do nosso trivial
Eu te falei de tudo.
E nunca disse nada.

4 comentários:

Michele Pupo disse...

Que lindo, Mi. Simples, mas com uma reflexão tão profunda... quantas vezes dizemos tudo e nada ao mesmo tempo.

Ah, tua foto do perfil está muito bonita. :)

Um beijo

Mensagem Efêmera disse...

Porque também existe linguagem não verbal. =)

Mensagem Efêmera disse...

Porque também existe linguagem não verbal. =)

Eraldo Paulino disse...

Tem horas que é melhor usar a língua pra outras coisas ;)

Bjs!