sexta-feira, 4 de maio de 2012

Hoje o amargo é mais gostoso


É, hoje eu quero assim. Amargo. Ácido, cítrico, picante. Sabores daqueles que te travam a língua e fazem doer a mandíbula. Torce aí o nariz, porque é o que tem pra hoje. Sou toda feita de açúcar, docinha, suave, rosa-bebê, florezinhas, coraçõezinhos vermelhos, saia rodada e clichezinhos. Sou e assumo. Então, de vez em quando, quero audácia. Amargura preta, caveiras e selvageria. Deixo só a base que me sustenta e me jogo de cabeça e olhos abertos no abismo do sinistro. Guardo o singelo na gaveta, coloco o açúcar fora do alcance das formigas e me lanço. Ousada, picante, insana. Amarga. Coraçãozinho e idealismo às vezes enchem o saco que eu não tenho. E esse outro lado me torna equilibrada e insanamente sã. Não combato vez e outra a amargura. Junto-me a ela e enlouqueço pra ser feliz. Pra ser eu. Pra me ter sempre comigo. Pra ser forte e poder sobreviver nesse meu mundo céu-azul-amor-perfeito-cavalo-branco. É, hoje eu quero assim. Amanhã, não sei. O amanhã não me interessa. Não hoje. Amanhã, repito, não sei. E hoje, não quero textinho justificado nem imagem bonitinha. Que vá pro caralho o perfeitinho da Mirella. Isso é hoje. Amanhã, não sei...

4 comentários:

Michele Pupo disse...

Uma verdadeira pisciana.

http://www.youtube.com/watch?v=-t7m03aFODM

Mensagem Efêmera disse...

Acho que a beleza do ser humano é o paradoxo de ser vários sem deixar de ser um.

Eraldo Paulino disse...

Um mosaico de Mirellas =D

silvioafonso disse...

.


E aí, Mirella. tudo bem?
Estou te esperando no Bar.
No Bar do Escritor, HOJE.
Faça o teu comentário no texto
do silvioafonso que eu, por ele,
ficarei agradecido.

http://bardoescritor.blogspot.com.br

Um beijo,

Palhaço Poeta







.