sábado, 9 de junho de 2012

Sou eu. Comigo mesma.


E é isso, me afasto. Do quê exatamente, não sei bem. Mas vou ali e volto logo. Vou me buscar. Me rebuscar. Sinto-me despedaçada, totalmente defasada e com o tempo irremediavelmente perdido. E não triste! Não, não, repense! Não estou triste e nem perto disso. Estou sóbria, feliz, sou minha. É, sou minha. Tão, tão minha! Estou sã e vou me rebuscar. Ouvir minhas músicas, ler meus livros, estudar, aperfeiçoar minha profissão. Cuidar um pouquinho mais de mim e dos meus. Cuidar sim, de mim como um todo. Quero ter-me só pra mim por um tempo. Sigo amando os meus. E eles sabem quem são. Você sabe se é 'dos meus'. Você sabe se é do seleto time dos que têm meu amor. Nunca deixarei dúvidas do meu amor por ninguém. Meu amor ora ilógico, ora previsível, ora puro, ora sem-vergonha. Mas sempre verdadeiro. Sou todinha feita de amor. Sou todinha cheia de sentimentos. Sou todinha feita de muitas de mim. Sou humana. Sou do bem. O que não quer dizer que não erre e que me não perca às vezes. O que não quer dizer que às vezes não seja uma chata e que mendigue atenção. Eu amo e sou inteira... Mas às vezes me envergonho do que faço. E que se dane! Ao menos eu dei a cara a bater e fiz! E falei e desabafei e mergulhei e tentei e saciei minhas vontades. Dito e feito. Que orgulho eu tenho de mim! Pensando bem... tempo irremediavelmente perdido? Não, acho que não. Tempo vivido, aprendido, surrado e calejado. E lindo. Então é isso, vou ali e volto logo... 



Escrevi ouvindo a emoção do Wagner Moura cantando Via Láctea. Se desafinou, nessa eu nem percebi. A música foi composta por Renato  Russo no fim de sua vida. Tão cheia de sentimento, tão cheia de verdade... parabéns, Wagner, você cumpriu o seu papel. E eu me emocionei com você.





♪ Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho...
Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz... ♪


Por aqui não está "tudo" perdido. Entre perdas e ganhos, há superávit. Fiquem bem.




2 comentários:

Mensagem Efêmera disse...

Gosto muito quando você fala de si mesma.

Mirella de Oliveira disse...

Oww Larinha... que linda! Obrigada, viu? Em uma linha me deixou toda boba e feliz. :)
Beijão