quarta-feira, 20 de junho de 2012

Será que você consegue?


Amar... como eu mereço. Do jeitinho que eu faço. Você consegue? Retribuir na mesma quantidade e qualidade que eu? Será que você consegue aguentar as minhas ideias, as minhas opiniões e a minha neurose com meu corpo? Será que consegue entender que tenho uma tendência a procrastinar e à baixa autoestima? Será que aguenta a contradição em mim que me faz não gostar de me expor, mas gostar de ser notada? Será que consegue entender que sou romântica, mas detesto melação? Será que consegue entender que o fato de eu gostar de sexo não quer dizer que eu vá te trair? Será que consegue aguentar o fato de que nem fodendo eu vou te trair? Será que você consegue suportar o fato de que sou introvertida por fora e extrovertida por dentro? Será que aguenta ser realmente amado? Será que merece e segura o tranco de uma mulher de verdade e totalmente imperfeita? Será que aguenta o melhor de mim? Será que aguenta ser o amor da minha vida? Será que aguenta meus defeitos a ponto de merecer minhas qualidades? Por favor, se titubeou, não me ame. Se pestanejou, dê meia volta e tome seu rumo. Suma. Apesar de todos e dos inúmeros pesares, eu acho que não mereço meio-amor.




Tire suas mãos de mim

Eu não pertenço a você
Não é me dominando assim
Que você vai me entender
Eu posso estar sozinho
Mas eu sei muito bem aonde estou
Você pode até duvidar
Acho que isso não é amor

Será só imaginação?

Será que nada vai acontecer?
Será que é tudo isso em vão?
Será que vamos conseguir vencer?

Nos perderemos entre monstros

Da nossa própria criação?
Serão noites inteiras
Talvez por medo da escuridão
Ficaremos acordados
Imaginando alguma solução
Pra que esse nosso egoísmo
Não destrua nossos corações

Será só imaginação?

Será que nada vai acontecer?
Será que é tudo isso em vão?
Será que vamos conseguir vencer? 

Brigar pra quê

Se é sem querer
Quem é que vai nos proteger?
Será que vamos ter
Que responder
Pelos erros a mais
Eu e você?
(Será- Legião Urbana)


2 comentários:

Maela disse...

Ninguém merece migalhas.

Cazuza, em seu "exagerado" nunca me inspirou!

Mirella de Oliveira disse...

Ma,

Cazuza me inspira. Eu sou totalmente exagerada. E quero reciprocidade. Eu amo exageradamente e não mereço menos. :)